A importância da construção das mensagens

Que imagem vêm em mente quanto nos são apresentadas mensagens como ‘Não mate as onças’ ou “Seja contra o desmatamento”? Provavelmente pensamos exatamente em onças sendo mortas ou florestas sendo desmatadas, ou seja, o contrário do que se gostaria de dizer. Portanto, é muito importante atenção à esses detalhes pois, tudo o que falamos impacta quem nos ouve e a forma como dizemos, está diretamente ligada aos nossos sentimentos. Nós aprendemos o mundo.  Podemos falar sobre a chuva com alegria e gratidão ou com medo e tristeza. Isso estará relacionado com as experiências vividas ou como foi ensinado à você. Pensando assim, fica fácil entender a importância do educador ter consciência de como irá impactar a existência de quem você está ensinando, pela forma como vai passar o conhecimento ou informação, então o sentimento que será colocado, fará a diferença.

Na educação ambiental, isso tem grande importância pois o objetivo principal é sensibilizar para o que a natureza tem de bom, apresentar as necessidades de preservá-la, não pelo medo, mas pelo amor.

Portanto, mais importante do que passar informações, será proporcionar vivências que envolvam uma experiência sensorial e sentimental.

Como criar laços sentimentais, por meio da educação ambiental? Os projetos têm grande importância pela sua capacidade de solucionar problemas socioambientais e ao nosso redor os problemas estão para serem solucionados por esses projetos.

Os diagnósticos socioculturais e ambientais orientam os resultados que um projeto de E.A. deve buscar como, aproximar moradores do bairro de um rio, incentivar escolas a ensinar com o apoio de hortas, ou resgatar os conhecimentos sobre ervar medicinais.

Os diagnósticos podem trazer informações como o grau de aproximação da pessoa com a natureza local, o grau de preocupação socioambiental ou o que ela conhece ou deixa de conhecer.

A partir disso, você pode direcionar seus projetos para aproximar seus alunos do ambiente local ou ensiná-los a respeitar todo tipo de ida, cuidando de um canteiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X